GARLON 4

GARLON 4

Eficácia contra Silvas, Acádias, Labaças

Elevada eficácia contra silvas, acácias e labaças

 

Elevada eficácia em silvas, acácias e outras arbustivas
Selectivo para gramíneas
Baixa toxicidade para o ser humano, mamíferos, aves e abelhas

Composição e formulação : triclopir

APV : 0477

 

COMPOSIÇÃO E FORMULAÇÃO
Concentrado para emulsão (EC) com 480 g/l de triclopir
Embalagem: 1L

 

MODO DE AÇÃO
O GARLON 4 é um herbicida sistémico, absorvido pelas folhas, caules e raízes que é rapidamente translocado pela planta.
GARLON 4 assegura uma destruição eficaz e duradoura da parte aérea e radicular das espécies, uma vez que tem a capacidade de, na planta, migrar rapidamente do sistema aéreo para o radicular.

 

Infestantes Susceptíveis:

Labaças (Rumex spp.), botão-de-ouro (Ranunculus repens), cardo (Círsium sp.), urtiga (Urtica dioica), língua-de-vaca (Anchusa azurea), e as espécies lenhosas: silvas (Rubus fruticosus), roseira-brava (Rosa canina), urze (Calluna vulgaris) e tojo (Ulex sp.).

 

 

Principais Culturas Concentração / Dose Aplicação Intervalo de Segurança
Áreas Agrícolas não cultivadas 3 L/ha
Em aplicações localizadas utilizar uma concentração de 300 mL de GARLON por 100 litros de água. Aplicar o GARLON em pulverização uniforme em terrenos não cultivados para o controlo das espécies lenhosas referidas. As aplicações devem realizar-se quando estas se encontram em vegetação activa, no fim da Primavera, princípio de Verão de preferência com tempo calmo e húmido mas não chuvoso. Molhar abundantemente os rebentos mesmo para o interior. Não tratar nas horas de maior calor nem em dias de vento. Em acácias muito desenvolvidas pode proceder-se ao corte e pulverizar quando a rebentação tenha uma área folear suficiente para absorver o produto.
 
Não efectuar o corte da pastagem e impedir o acesso dos animais às áreas tratadas durante 1 semana após o tratamento.
Pastagens de Gramíneas
2-3 L/ha
 

Em aplicações localizadas utilizar uma concentração de 300 mL de GARLON por 100 litros de água. Aplicar o GARLON em pulverização uniforme em terrenos não cultivados para o controlo das espécies lenhosas referidas. Aplicar no início da Primavera quando as infestantes se encontram em desenvolvimento. A aplicação contra as labaças deve ser realizada antes da saída do escape floral.
 
Não efectuar o corte da pastagem e impedir o acesso dos animais às áreas tratadas durante 1 semana após o tratamento.
Silvados perto de vinhas e pomares 3 L/ha
Em aplicações localizadas utilizar uma concentração de 300 mL de GARLON por 100 litros de água. Fazer o tratamento no Inverno, quando as cepas e árvores se encontram em repouso vegetativo, e as silvas continuam com as folhas verdes.
 
Não efectuar o corte da pastagem e impedir o acesso dos animais às áreas tratadas durante 1 semana após o tratamento.

 

 

 

Centro de informação anti-venenos: 808 250 143

 

Precauções toxicológicas, ecotoxicológicas e ambientais

 


Prejudicial para o Meio Ambiente

Nocivo

Mutagénico ou carcinogénico de categoria 3

Nocivo por ingestão.
Pode provocar uma reacção alérgica cutânea.
Pode ser mortal por ingestão e penetração nas vias respiratórias. 
Pode afectar os órgãos (Rim) após exposição prolongada ou repetida.
Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.
Manter fora do alcance das crianças.
Não respire névoa/vapores/spray.
Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.
Usar luvas de protecção/ vestuário de protecção/ protecção ocular/ protecção facial.
SE INGERIDO: Chame um CENTRO ANTI-VENENO ou médico imediatamente. NÃO induza o vómito.
Em caso de irritação ou erupção cutânea: consulte um médico.
Recolher o produto derramado.
Eliminar o conteúdo/recipiente de acordo com regulações aplicáveis.
Não poluir a água com este produto ou com a sua embalagem. (Não limpar o equipamento de aplicação perto de águas de superfície./Evitar contaminações pelos sistemas de evacuação de águas das explorações agrícolas e estradas).
Para proteger organismos aquáticos, respeite uma zona-tampão não-pulverizada de 5 metros para revestir massas de água.
Para proteger plantas não-alvo, respeite uma zona-tampão de 5 metros à terra não- agrícola.

 

Para evitar riscos para os seres humanos e para o ambiente, respeitar as instruções de utilização.

 

Precauções Biológicas

 

Não atingir as culturas vizinhas das áreas a tratar. Entre as culturas mais susceptiveis contam-se: batateira, tomateiro, leguminosas em geral, vinha e pomares em vegetação

PRODUTOS

ONDE COMPRAR

Localize o distribuidor mais perto de si:

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

CONTACTOS

Sede

Rua General Ferreira Martins, n 10-9A

1495-137 Algés

Ligue-nos

Telefone: +351 214 131 242

Fax: +351 214 131 284