AZBANY

AZBANY

Fungicida preventivo, curativo e anti-esporulante

AZBANY® é um fungicida do grupo das estrobilurinas para combater as doenças nas culturas do pepino, meloeiro, courgette, tomateiro, cenoura, cebola, alface, morangueiro, pimenteiro, trigo, cevada e arroz.

 

 

Elevada eficácia e persistência

 

  • Fungicida sistémico de largo espectro
  • Atividade preventiva, curativa e anti-esporulante
  • Mobilidade laminar e transversal

Composição e formulação : azoxistrobina

Nº de Autoriz. Venda: 0480


Utilize os produtos fitofarmacêuticos de forma segura. Leia sempre o rótulo e a informação relativa ao produto antes de a utilizar.

COMPOSIÇÃO E FORMULAÇÃO
Suspensão concentrada com 250 g/L ou 22,9% (p/p) de azoxistrobina
Embalagens: 1L

 

MODO DE AÇÃO

AZBANY® é um fungicida sistémico de largo espectro pertencente à família das estrobilurinas, possui atividade preventiva, curativa e anti-esporulante, mas é essencialmente preventivo. Caracteriza-se por ter alguma penetração nas folhas, por mobilidade translaminar e por difusão lateral.

 

Principais Culturas Doenças Concentração (ml / hl) Recomendações Intervalo de Segurança (dias)

Pepino
Meloeiro

Míldio
(Pseudoperonospora cubensis)
Oídio
(Erysiphe cichoracearum)

80

O Azbany® deverá ser aplicado preventivamente antes do aparecimento dos primeiros sintomas. A persistência biológica do produto é de 7 a 10 dias. Efetuar no máximo 3 tratamentos, por ciclo cultural, com este produto, ou com outro com o mesmo modo de ação (QoI). Cada aplicação deve alternar com 2 aplicações de fungicidas com diferente modo de ação.

3
Courgette
(aboborinha)
Oídio
(Sphaerotheca fuliginea)
80

O Azbany® deverá ser aplicado preventivamente antes do aparecimento dos primeiros sintomas. A persistência biológica do produto é de 7 a 10 dias. Efetuar no máximo 3 tratamentos, por ciclo cultural, com este produto, ou com outro com o mesmo modo de ação (QoI). Cada aplicação deve alternar com 2 aplicações de fungicidas com diferente modo de ação.

3
Tomateiro
Oídio
(Leveillula taurica)
Alternariose
(Alternaria solani)
Míldio
(Phytophthora infestans)

 
100

O Azbany® deverá ser aplicado preventivamente antes do aparecimento dos primeiros sintomas. O produto possui uma persistência biológica de 7 a 10 dias em cebola, alface, morangueiro e pimenteiro; 10 a 12 dias em tomateiro e 10 a 14 dias em cenoura.

Efetuar no máximo 2 tratamentos, com este produto, ou com outro com o mesmo modo de ação (QoI), em tomateiro (ar livre), cenoura, alface (ar livre), cebola, morangueiro e pimenteiro, por ciclo cultural e no conjunto das doenças.
Em tomateiro (estufa) realizar no máximo 1 tratamento.

Cada aplicação deve alternar com 2 aplicações de fungicidas com diferente modo de ação.

3
Cenoura Oídio
(Erysiphe heraclei)
Alternariose
(Alternaria dauci)
80

O Azbany® deverá ser aplicado preventivamente antes do aparecimento dos primeiros sintomas. O produto possui uma persistência biológica de 7 a 10 dias em cebola, alface, morangueiro e pimenteiro; 10 a 12 dias em tomateiro e 10 a 14 dias em cenoura.

Efetuar no máximo 2 tratamentos, com este produto, ou com outro com o mesmo modo de ação (QoI), em tomateiro (ar livre), cenoura, alface (ar livre), cebola, morangueiro e pimenteiro, por ciclo cultural e no conjunto das doenças.
Em tomateiro (estufa) realizar no máximo 1 tratamento.

Cada aplicação deve alternar com 2 aplicações de fungicidas com diferente modo de ação.

10
Alface
(ar livre)
Míldio
(Bremia lactucae)
Estenfiliose
(Stemphylium vesicarium)
 
80

O Azbany® deverá ser aplicado preventivamente antes do aparecimento dos primeiros sintomas. O produto possui uma persistência biológica de 7 a 10 dias em cebola, alface, morangueiro e pimenteiro; 10 a 12 dias em tomateiro e 10 a 14 dias em cenoura.

Efetuar no máximo 2 tratamentos, com este produto, ou com outro com o mesmo modo de ação (QoI), em tomateiro (ar livre), cenoura, alface (ar livre), cebola, morangueiro e pimenteiro, por ciclo cultural e no conjunto das doenças.
Em tomateiro (estufa) realizar no máximo 1 tratamento.

Cada aplicação deve alternar com 2 aplicações de fungicidas com diferente modo de ação.

7
(Não aplicar em alface de estufa)
Cebola Míldio
(Peronospora destructor)
Estenfiliose
(Stemphylium vesicarium)
80

O Azbany® deverá ser aplicado preventivamente antes do aparecimento dos primeiros sintomas. O produto possui uma persistência biológica de 7 a 10 dias em cebola, alface, morangueiro e pimenteiro; 10 a 12 dias em tomateiro e 10 a 14 dias em cenoura.

Efetuar no máximo 2 tratamentos, com este produto, ou com outro com o mesmo modo de ação (QoI), em tomateiro (ar livre), cenoura, alface (ar livre), cebola, morangueiro e pimenteiro, por ciclo cultural e no conjunto das doenças.
Em tomateiro (estufa) realizar no máximo 1 tratamento.

Cada aplicação deve alternar com 2 aplicações de fungicidas com diferente modo de ação.

14

Morangueiro

Oídio
(Sphaerotheca macularis)

80

O Azbany® deverá ser aplicado preventivamente antes do aparecimento dos primeiros sintomas. O produto possui uma persistência biológica de 7 a 10 dias em cebola, alface, morangueiro e pimenteiro; 10 a 12 dias em tomateiro e 10 a 14 dias em cenoura.

Efetuar no máximo 2 tratamentos, com este produto, ou com outro com o mesmo modo de ação (QoI), em tomateiro (ar livre), cenoura, alface (ar livre), cebola, morangueiro e pimenteiro, por ciclo cultural e no conjunto das doenças.
Em tomateiro (estufa) realizar no máximo 1 tratamento.

Cada aplicação deve alternar com 2 aplicações de fungicidas com diferente modo de ação.

3
Pimenteiro Oídio
(Leveillula taurica)
80

O Azbany® deverá ser aplicado preventivamente antes do aparecimento dos primeiros sintomas. O produto possui uma persistência biológica de 7 a 10 dias em cebola, alface, morangueiro e pimenteiro; 10 a 12 dias em tomateiro e 10 a 14 dias em cenoura.

Efetuar no máximo 2 tratamentos, com este produto, ou com outro com o mesmo modo de ação (QoI), em tomateiro (ar livre), cenoura, alface (ar livre), cebola, morangueiro e pimenteiro, por ciclo cultural e no conjunto das doenças.
Em tomateiro (estufa) realizar no máximo 1 tratamento.

Cada aplicação deve alternar com 2 aplicações de fungicidas com diferente modo de ação.

3

Trigo

Septoriose
(Septoria tritici)
Ferrugem castanha
(Puccinia tritici)
Oídio
(Erysiphe graminis f. sp. tritici)

0,8 - 1 L/ha

Em trigo e cevada, as aplicações devem ser efetuadas após o aparecimento das doenças de forma a manter sãs as duas folhas superiores. Efetuar no máximo 1 tratamento por campanha com este produto, ou com outro com o mesmo modo de ação (QoI),xs

35
Cevada Ferrugem castanha
(Puccinia hordei)
Oídio
(Erysiphe graminis f. sp. hordei)Helmintosporiose
(Pyrenophora teres)

 
0,8 - 1 L/ha

Em trigo e cevada, as aplicações devem ser efetuadas após o aparecimento das doenças de forma a manter sãs as duas folhas superiores. Efetuar no máximo 1 tratamento por campanha com este produto, ou com outro com o mesmo modo de ação (QoI),xs

35

Arroz

Piriculariose
(Pyricularia oryzae)
Helmintosporiose
(Helminthosporium oryzae)

0,8 - 1 L/ha

No combate à piriculariose aplicar apenas antes da emergência das primeiras panículas; no combate à helmintosporiose aplicar após o aparecimento dos primeiros sintomas. Efetuar no máximo 1 tratamento.por campanha.

28

 

 

   

 

Utilizações Menores

 

A eficácia e fitotoxicidade resultantes destas utilizações menores, são da inteira responsabilidade do utilizador do produto fitofarmacêutico.

 

 

Ervilheira (ar livre)

 

Ferrugem (Uromyces pisi) e Oídio (Erysiphe pisi): 1 L/ha.

Antracnose (Glomerella cingulata)Podridão cinzenta (Botrytis cinerea): 0,8 L/ha.

Recomendações: Aplicar preventivamente ao aparecimento dos primeiros sintomas.

A persistência biológica deste produto é no máximo de 14 dias.

Realizar no máximo 2 aplicações com este ou outro fungicida contendo QoI, por ciclo cultural e no conjunto das doenças.

Volume de calda: aplicar no máximo 400 L/ha.

Intervalo de segurança: 14 dias.

 

 

Faveira (ar livre)

 

Ferrugem (Uromyces viciae-fabae) e Oídio (Erysiphe pisi): 0,8 a 1 L/ha.

Antracnose (Glomerella lindemuthiana) e Podridão cinzenta (Botryotinia fuckeliana): 0,8 L/ha.

Recomendações: Tratar em condições favoráveis à doença, ao aparecimento dos primeiros sintomas, antes do final da floração (BBCH 65).

A persistência biológica deste produto é no máximo de 14 dias.

Realizar no máximo 2 aplicações com este ou outro fungicida contendo QoI, por ciclo cultural e no conjunto das doenças.

Volume de calda: 200 a 500 L/ha.

 

 

Relvados (incluindo produção de tapetes de relva)

 

Rizoctonia (Rhizoctonia solani): 0,8 a 1 L/ha.

Recomendações: As aplicações devem realizar-se preventivamente, ao aparecimento dos primeiros sintomas e quando as condições climáticas sejam favoráveis ao desenvolvimento da doença.

Realizar no máximo 1 tratamento por ano com este produto e 2 tratamentos no conjunto de produtos contendo QoI.

Volume de calda: 1000 L/ha.

 

Centro de Informação Anti-Venenos (CIAV): 808 250 250

 

Precauções toxicológicas, ecotoxicológicas e ambientais

 






Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros



 

H410 - Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.
P102 - Manter fora do alcance das crianças.
P270 - Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.
P391 - Recolher o produto derramado.
P501 - Eliminar o contéudo/embalagem em local adequado à recolha de resíduos perigosos.
EUH208 - Contém 1,2-benzisotiazol-3(2H)-ona; 1,2-benzisotiazolin-3-ona. Pode provocar uma reacção alérgica.
EUH210 - Ficha de segurança fornecida a pedido
EUH401 - Para evitar riscos para a saúde humana e para o ambiente, respeitar as instruções de utilização.
SPe 3a - Para proteção dos organismos aquáticos, não aplicar em terrenos agrícolas adjacentes a águas de superfície.
SP1a - Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem, exceto nas aplicações em arrozais.

 

Ler o rótulo antes da utilização.

Manter fora do alcance das crianças.

Em caso de intoxicação contactar o Centro de Informação Anti-Venenos. Telf: 808 250 250

 

 

Precauções Biológicas

 

O Azbany® poderá afetar algumas cultivares de macieira; deve evitar-se os arrastamentos de calda para pomares de macieira vizinhos e não utilizar o mesmo pulverizador.

Não é aconselhável a mistura de Azbany® com inseticidas ou acaricidas, com formulação de concentrado para emulsão em culturas de ar livre e todos os inseticidas e acaricidas em culturas protegidas.

Não aplicar nas 3 semanas seguintes à transplantação.

Não aplicar o produto em viveiros de plantas.

O produto não deve ser aplicado em locais onde comecem a verificar-se quebras de eficácia após as aplicações do produto ou de outros produtos com o mesmo modo de ação.

Para evitar o desenvolvimento de resistência, não aplicar este produto ou qualquer outro que contenha Qol mais do que 3 vezes em pepino, meloeiro e courgette (aboborinha); 2 vezes em tomateiro (ar livre); cenoura, alface (ar livre), cebola, morangueiro e pimenteiro; 1 vez em tomateiro (estufa), trigo, cevada e arroz.

PRODUTOS
ONDE COMPRAR

Localize o distribuidor mais perto de si:

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER
CONTACTOS
Sede

Rua General Ferreira Martins, n 10-9A

1495-137 Algés

Ligue-nos

Telefone: +351 214 131 242

Fax: +351 214 131 284