DITHANE NEOTEC

DITHANE NEOTEC

Formulação em grânulos dispersíveis de alta tecnologia

Fungicida Orgânico de Largo espectro

 

Fungicida orgânico que actua por contacto, de largo espectro e com acção essencialmente preventiva, contra o míldio, o pedrado e a alternariose. Indicados para o tratamento, entre outros, do míldio e escoriose da videira, míldios da batateira e tomateiro, pedrados da pereira e macieira, e septoriose e ferrugem castanha do trigo.

Composição e formulação : mancozebe

Nº de Autoriz. Venda: AV 0606

 

COMPOSIÇÃO E FORMULAÇÃO
Grânulos dispersíveis em água (WG) com 75% (p/p) de mancozebe
Embalagens: 250g - 25kg

 

MODO DE AÇÃO
O mancobeze, pertencente à família dos diticarbamatos, actua por contacto e de modo preventivo. 
DITHANE NEOTEC tem uma eficácia preventiva, largo-espectro de ação, excelente cobertura da vegetação, boa resistência à lavagem e bom comportamento em suspensão.
Por haver ausência de pó, existe segurança no seu manuseamento.
Inibe vários processos metabólicos, actuando em diversos enzimas (multisítio), indicado para o tratamento, entre outros, do míldio e escoriose da videira, míldios da batateira e tomateiro e pedrados da pereira e macieira.

 

Principais Culturas Doenças Concentração / Dose Aplicação Persistência Biológica do Produto
Abóbora, aboborinha, melancia e meloeiro
(ar livre)
Míldio (Pseudoperonospora cubensis)
Antracnose (Colletotrichum sp)
210 g/hL, aplicando no máximo 2,1 kg/ha (volume de calda de 500 a 1000 L/ha)
Realizar os tratamentos de acordo com o Serviço Nacional de Avisos Agrícolas. Na falta deste tratar em condições favoráveis ao desenvolvimento das doenças, desde o estado de 4 folhas expandidas no lançamento principal.
Realizar no máximo 4 aplicações por cultura, no conjunto das doenças e por época cultural, com este fungicida ou outro que contenha ditiocarbamatos.
 
7-10 dias
Alface
ar livre)
Míldio (Bremia lactucae) 210 g/hL, aplicando no máximo 2,1 kg/ha (volume de calda de 200 a 1000 L/ha)
Realizar os tratamentos de acordo com o Serviço Nacional de Avisos Agrícolas. Na falta deste tratar em condições favoráveis ao desenvolvimento das doenças, desde o estado de plântula.
Realizar no máximo 4 aplicações com este fungicida ou outro que contenha ditiocarbamatos
 
7-10 dias
Alho francês
(ar livre)
Míldio (Peronospora destructor) 210 g/hL, aplicando no máximo 2,1 kg/ha (volume de calda de 500 a 1000 L/ha)
Realizar os tratamentos de acordo com o Serviço Nacional de Avisos Agrícolas. Na falta deste tratar em condições favoráveis ao desenvolvimento das doenças, desde o estado de plântula.
Realizar no máximo 3 aplicações com este fungicida ou outro que contenha ditiocarbamatos
 
7-10 dias
Batateira Alternariose (Alternaria solani)

Míldio (Phytophthora infestans)
210 g/hL, aplicando no máximo 2,1 kg/ha (volume de calda de 500 a 1000 L/ha)
 

Realizar os tratamentos de acordo com o Serviço Nacional de Avisos Agrícolas. Na falta deste iniciar os tratamentos em condições favoráveis ao desenvolvimento da doença. O número máximo de aplicações é de 8, para o conjunto das doenças, com este fungicida ou outro que contenha ditiocarbamatos.
 
7-10 dias
Cebola e Chalota

Míldio (Peronospora destructor)

210 g/hL, aplicando no máximo 2,1 kg/ha (volume de calda de 500 a 1000 L/ha)
Realizar os tratamentos de acordo com o Serviço Nacional de Avisos Agrícolas. Na falta deste iniciar os tratamentos em condições favoráveis ao desenvolvimento da doença, a partir do estado da plântula.
Realizar no máximo 4 aplicações com este fungicida ou outro que contenha ditiocarbamatos.
 
7-10 dias
Cenoura e pastinaca
(ar livre)
Alternariose (Alternaria dauci) 210 g/hL, aplicando no máximo 2,1 kg/ha (volume de calda de 500 a 1000 L/ha)
Realizar os tratamentos de acordo com o Serviço Nacional de Avisos Agrícolas. Na falta deste iniciar os tratamentos se as condições favoráveis ao desenvolvimento da doença, quando as plantas atingirem 7 a 9 cm.
Realizar no máximo 4 aplicações por cultura com este fungicida ou outro que contenha ditiocarbamatos.
 
7-10 dias

Flores de corte
(Craveiro, crisântemo, bocas de lobo e pelargónio em ar livre)

Ferrugem (Puccinia spp) 210 g/hL, aplicando no máximo 2,1 kg/ha (volume de calda de 200 a 1000 L/ha)
Tratar preventivamente, ao aparecimento dos primeiros sintomas.
Realizar no máximo 4 aplicações por cultura com este fungicida ou outro que contenha ditiocarbamatos.
 
7-10 dias
Roseira
(ar livre)
Ferrugem (Phragmidium mucronatum) 210 g/hL, aplicando no máximo 2,1 kg/ha (volume de calda de 200 a 1000 L/ha)
Tratar preventivamente, ao aparecimento dos primeiros sintomas.
Realizar no máximo 4 aplicações por cultura com este fungicida ou outro que contenha ditiocarbamatos.
 
7-10 dias
Pereira e Macieira Pedrado (Venturia inaequalis e Venturia pyrina) 210 g/hL, aplicando no máximo 2,1 kg/ha (volume de calda de 400 a 1000 L/ha)
Realizar os tratamentos de acordo com o Serviço Nacional de Avisos Agricolas. Na falta deste, iniciar os tratamentos ao aparecimento da ponta verde e sempre que as condições climáticas favorecerem a doença. Consultar a indústria transformadora antes de usar o produto em fruta destinada a processamento industrial.
Realizar no máximo 4 tratamentos por cultura com este ou outro fungicida do grupo dos ditiocarbamatos.
 
7-10 dias
Tomateiro e beringela
(ar livre)
Alternariose (Alternaria solani)

Míldio (Phytophthora infestans)
210 g/hL, aplicando no máximo 2,1 kg/ha (volume de calda de 500 a 1000 L/ha)
Realizar os tratamentos de acordo com o Serviço Nacional de Avisos Agricolas. Na falta deste, iniciar os tratamentos ao aparecimento da ponta verde e sempre que as condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento das doenças, desde o estado de 4 folhas expandidas no lançamento principal. Consultar a indústria transformadora antes de usar o produto em fruta destinada a processamento industrial. O número máximo de tratamentos por cultura é de 5, no conjunto das doenças e época cultural, com este ou outro fungicida do grupo dos ditiocarbamatos.
 

7-10 dias

Trigo Ferrugem (Ferrugem castanha - Puccinia mucronata)

Septoriose (Septoria tritici e Septoria nodorum)
210 g/hL, aplicando no máximo 2,1 kg/ha (volume de calda de 200 a 400 L/ha)
Tratar preventivamente, ao aparecimento dos primeiros sintomas ou em condições favoráveis às doenças. Não aplicar após o estado de grão leitoso.
Realizar no máximo 3 aplicações, no conjunto das doenças, com este fungicida ou outro do gupo dos ditiocarbamatos.
 
14 dias
Videira Míldio (Plasmopora viticola)

Podridão negra (Black rot - Guignardia bidwelli)
210 g/hL, aplicando no máximo 2,1 kg/ha (volume de calda de 300 a 1000 L/ha)
Realizar os tratamentos de acordo com o Serviço Nacional de Avisos Agricolas. Na falta deste iniciar os tratamentos ao aparecimento dos primeiros sintomas, ou no estado 7-8 folhas e, sempre que existam condições favoráveis à doenca. O produto possui uma persistência biológica de 7 a 12 dias.
O número máximo de tratamentos na cultura da videira é de 4, no conjunto das doenças e por época cultural, com este ou outro fungicida do grupo dos ditiocarbamatos.
 

7-12 dias

 

 

 

 

Centro de informação anti-venenos: 808 250 143

 

Precauções toxicológicas, ecotoxicológicas e ambientais

 


Prejudicial para o Meio Ambiente

Nocivo

Mutagénico ou carcinogénico de categoria 3

Pode provocar uma reacção alérgica cutânea.
Provoca irritação ocular grave.
Suspeito de afectar o nascituro.
Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros
Manter fora do alcance das crianças.
Pedir instruções específicas antes da utilização.
Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.
Usar luvas de protecção/vestuário de protecção/protecção ocular/protecção facial.
SE ENTRAR EM CONTACTO COM OS OLHOS: Enxaguar cuidadosamente com água durante vários minutos. Se usar lentes de contacto, retire-as, se tal lhe for possível. Continue a enxaguar.
Armazenar em local fechado à chave.
Eliminar o conteúdo/recipiente em local adequado a recolha de residuos perigosos.
Não contamine a água com este produto ou com a seu ambalagem.
Para protecao de organismos aquáticos, respeite uma zona não pulverizada (para mais detalhes consulte o rótulo) para massas de água de superfície.

 

Para evitar riscos para os seres humanos e para o ambiente, respeitar as instruções de utilização.

 

 

Precauções Biológicas

 

- Em tomate, maçã e pêra destinados a processamento industrial, antes de utilizar o produto deverá ser consultada a indústria transformadora;
- Este produto pode causar fitotoxidade em algumas variedades de maçã e pêra.

PRODUTOS

ONDE COMPRAR

Localize o distribuidor mais perto de si:

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

CONTACTOS

Sede

Rua General Ferreira Martins, n 10-9A

1495-137 Algés

Ligue-nos

Telefone: +351 214 131 242

Fax: +351 214 131 284