Prémios Vida Rural 2019

A Lusosem patrocinou e participou na conferência AgroIN, organizada pela revista Vida Rural, a 10 de Abril, na Reitoria da Universidade Nova de Lisboa. Investigadores e empresas agrícolas partilharam com uma audiência de 350 participantes as suas melhores práticas de Inovação, Sustentabilidade e Economia Circular.

 

 

 

 

O novo paradigma das tendências agroalimentares foi tema da primeira apresentação pelo investigador Rui Rosa Dias, do IPAM Porto, que enumerou alguns dos drivers que motivam as escolhas de agricultores e consumidores, como a agricultura biológica, a agricultura sintrópica e o comércio local.

 

A Sogrape, um dos principais grupos vitivinícolas nacionais com mais de 900 hectares de vinha em Portugal, deu testemunho de que é possível aumentar a produtividade das vinhas e a rentabilidade da empresa, sem descurar a proteção do ambiente e a responsabilidade social perante colaboradores e a comunidade.  A título de exemplo João Vasconcellos Porto, diretor de Viticultura da Sogrape, revelou que 99,8% dos resíduos resultantes da atividade de campo e das adegas são valorizados e que os 2500 viticultores que produzem uvas para a Sogrape são apoiados através de formação constante.  A Sogrape recebeu em 2019 o conceituado prémio BRIT – International Award of Excellence in Sustainable Winegrowing com as suas marcas Casa Ferreirinha e a Sandeman.

 

Também no setor dos vinhos, a Comissão Vitivinícola do Alentejo, a Adega Cooperativa Borba e o Monte da Capela, falaram do Programa de Sustentabilidade que desde 2014 une produtores de vinho alentejano na partilha de conhecimento e na implementação das melhores práticas na vinha e na adega.

 

A Cooperfrutas, cooperativa de produção de pera e maçã em Alcobaça, contou como conseguiu reduzir o consumo de energia e a pegada de carbono instalando painéis fotovoltaicos para produção da energia usada na sua central fruteira. Aplica também os conceitos de economia circular, aproveitando a fruta fora dos parâmetros comerciais para confeção de purés e valoriza os resíduos orgânicos da central através de compostagem. Na mesma lógica de reutilização e valorização de resíduos, a EDIA apresentou o projeto URSA – Unidades de Recirculação de Subprodutos de Alqueva, nas quais os restos de podas e outros resíduos orgânicos entregues por agricultores da região são transformados em fertilizantes por meio de compostagem, voltando a integrar o processo produtivo nas explorações agrícolas.

 

Da parte da investigação o INESC TEC, centro de ciência aplicada sediado no Porto, apresentou o seu trabalho na área da Floresta 4.0 ou floresta de precisão e o Instituto Superior de Agronomia partilhou com os conferencistas o projeto DAIRY-4-FUTURE que visa preparar as explorações leiteiras da UE para a redução de custos e diminuição das emissões de gases com efeito de estufa.

 

A última mesa redonda do dia foi dedicada ao mercado agroalimentar em mudança, com a presença de representantes da grande distribuição (Mercadona), do canal de vendas online Comida Independente, da produção (Portugal Fresh) e do chef João Rodrigues, num debate sobre novos consumidores e hábitos de consumo.

 

7º Edição - Prémios Vida Rural

Prémios Vida Rural 2019 - 7 Edição

Prémios Vida Rural 2019

 

PRODUTOS

ONDE COMPRAR

Localize o distribuidor mais perto de si:

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

CONTACTOS

Sede

Rua General Ferreira Martins, n 10-9A

1495-137 Algés

Ligue-nos

Telefone: +351 214 131 242

Fax: +351 214 131 284