Consórcio de investigação LIBBIO reúne na Áustria

 

A Lusosem integra o consórcio europeu de investigação LIBBIO que estuda o tremoço dos Andes (Lupinus mutabilis) como nova cultura agrícola ecológica para a Europa e com potencial para diversas aplicações – alimentos funcionais, cosméticos anti-envelhecimento e biomateriais – a partir da planta e do fruto do tremoço. Os parceiros do LIBBIO reuniram-se a 15 e 16 de Outubro em Gumpenstein, na Áustria, para balanço do 3º ano do projeto. 

 

 

LIBBIO

 

Na reunião de balanço do terceiro ano do LIBBIO, os parceiros do consórcio apresentaram os resultados dos campos de ensaio com variedades de tremoço dos Andes (não-OGM), instalados em várias regiões da Europa.

 

 

Nos países do Sul - Portugal, Espanha e Grécia –, onde a cultura é realizada no Outono-Inverno, a produtividade das variedades correspondeu às expectativas iniciais.

 

Na Áustria, Holanda e Roménia também é expectável uma elevada produtividade das variedades em teste, apesar de a colheita não estar concluída à data da reunião.

 

A análise económica realizada pelo LIBBIO indica que o tremoço dos Andes pode ser uma cultura agrícola bastante competitiva em alguns países europeus.

 

Além disso, esta espécie foi seleccionada pelo consórcio de investigadores devido ao seu potencial ecológico, como cultura fixadora de azoto e melhoradora de solos, podendo vir a ser uma alternativa interessante para usar em rotações de culturas.

 

 

Noutra vertente, o óleo extraído do fruto do Lupinus mutabilis está a ser testado como ingrediente em alimentos funcionais (pesto, maionese, molhos para saladas e creme de barrar à base de chocolate).

 

Os testes de extracção revelaram que o tremoço dos Andes tem um teor em óleo relativamente elevado, confirmando que pode ser uma matéria-prima promissora e com valor acrescentado para uso na indústria agroalimentar.

 

Os parceiros do consórcio organizaram uma conferência em conjunto com a AREC, subordinada ao tema “Aplicações do tremoço dos Andes”, à qual assistiram cerca de 80 pessoas, sobretudo estudantes universitários.

 

 

Foram apresentadas diversas potenciais aplicações, com especial ênfase para o uso desta espécie de leguminosa como silagem na alimentação animal.

 

No final do primeiro dia de reunião foram planificadas as atividades do quarto e último ano do LIBBIO.  

 

A próxima reunião do LIBBIO está prevista para Março/Abril de 2020 e será realizada em Portugal. 
Saiba mais informações sobre o LIBBIO.

 

PRODUTOS
ONDE COMPRAR

Localize o distribuidor mais perto de si:

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER
CONTACTOS
Sede

Rua General Ferreira Martins, n 10-9A

1495-137 Algés

Ligue-nos

Telefone: +351 214 131 242

Fax: +351 214 131 284